terça-feira, 14 de abril de 2015

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Carta encontrada em um livro

É. Cara, meus parabéns! Você conseguiu me ter durante sete meses. Eu sei, eu sei, deve ter sido muito difícil pra você me aturar tanto tempo assim. Eu só soube ser chata com você, né? Desculpe-me não era isso que eu queria que acontecesse com nós dois, também não deveria ser esse o nosso final, mas fazer o que se você não confia em mim... Mas olha, apesar de todas as coisas ruins que aconteceram entre nós houve coisas maravilhosas. Você me marcou profundamente, me tirou de um poço muito fundo que eu tinha me metido, serei eternamente grata por isso. Você me mostrou o que é gostar e viver um grande amor, um amor de verdade. Gosto demais de você, cara, e sei que você também gosta de mim. Nosso namoro, apesar dos pesares foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Não poderia ter encontrado alguém melhor do que você.

A partir de hoje sei que você vai se envolver com outras garotas bem mais interessantes e legais do que eu, e espero que elas consigam fazer de você um homem feliz, já que eu não consegui. Desejo-te toda sorte do mundo, meu menino da camiseta amassada.

Quero só te dizer uma coisa que eu nunca te disse antes: EU TE AMO! E quem ama não trai, viu? Infelizmente você caiu nas histórias dos seus amigos, mas um dia vai se arrepender e ver o que você perdeu, vai ver que você jogou fora uma pessoa que gostou muito de você. Eu, meu bem. Eu. Pense nisso. Eu.

Vanessa

21/08/1994